Laboratório de Reprodução de abelhas

Objetivo

Esta atividade tem como objetivo a preservação e criação das abelhas nativas em laboratório. 

O Laboratório de Reprodução de Abelhas  estará preparado para executar quatro atividades:

 - Reprodução de abelhas pelo método de mini colônias;

 - Reprodução de rainhas

 - Análise de taxonomia de abelhas

 - Análise e produção de propolis de abelhas Meliponas;

Disseminar as técnicas da Meliponicultura e melhor uso das abelhas sem ferrão.

Metodologia

Para produção de rainhas em laboratório será utilizado placas de acrílico, contendo cada uma 96 orifícios, com 7 mm de diâmetro e 10 mm de profundidade, onde serão colocados em cada orifício alimento 150 µl de liquido larval retirado de crias recém construídas, homogeneizados e distribuídos com a ajuda de uma pipeta.

As larvas de abelhas serão retiradas de favos de cria contendo células de operárias, provenientes das colônias mais fortes existentes no Meliponário do Parque da Cidade. Com o auxílio de uma pinça as larvas recém eclodidas (0 - 1 dia) serão retiradas das células de cria desoperculadas e colocadas sobre o alimento larval de cada orifício da placa de acrílico.

Para realizar o controle da Umidade Relativa (UR), serão utilizadas soluções saturadas de NaCl para manter 75% UR, de Kcl para manter 85% UR e água destilada para 100% UR. Estas soluções serão colocadas em placas de Petri (150 x 30 mm) e as placas de acrílico por cima das soluções. As amostras serão encaminhas para uma estufa incubadora com temperatura constante de 28 ºC, e UR 100% nos primeiros 5 dias, UR 85% por três dias e UR 75% no tempo restante.

O acompanhamento do desenvolvimento das larvas será realizado diariamente durante o período larval e de três em três dias durante o período de pupa para identificação de possíveis adversidades na técnica.

Metas: 

É ter a capacidade de reprodução de colmeias para serem colocadas no Corredor Ecológico das Abelhas

        

Plano de Ação

O Projeto trabalha com a mão de obra de voluntário (Portalvoluntariadodf), portanto, seu prazo de execução, apesar dos esforços envidados por todos, pode ser revisto periodicamente a fim de melhor se adequar à disponibilidade real dos participantes e facilidade de atuação nas diversas frentes integradas do projeto.